18 fevereiro 2008

Pai, paizão. este homem que eu admiro tanto

Pai, paizão !



Este homem que eu admiro tanto,

com todas as suas virtudes e também com seus limites.

Este homem com olhar de menino, sempre pronto e atento,

mostrando-me o caminho da vida, que está pela frente.

Este mestre contador de histórias

traz em seu coração tantas memórias,

espalha no meu caminhar muitas esperanças,

certezas e confiança.

Este homem alegre e brincalhão,

mas também, às vezes, silencioso e pensativo,

homem de fé e grande luta,

sensível e generoso.

O abraço aconchegante a me acolher,este homem,

meu pai, com quem aprendo a viver.

Pai, paizinho, paizão...

meu velho, meu grande amigão, conselheiro e leal amigo:

infinito é teu coração.

Obrigado, pai, por orientar o meu caminho,

feito de lutas e incertezas

mas também de muitas esperanças e sonhos!

Você é a coragem em pessoa.

Você é o meu poder crescer.

Você é a minha cabeça.

São os meus conselhos.

Você é aquele que me defende,

Que me salva dentro de uma tempestade.

Me tira de um incêncio de mentiras.

Me mostra as verdades,

Tenta sempre ser justo.

Quer apenas a minha completa felicidade.

Gosta de mostrar a luz;

A luz da vitória.

Me diz as oportunidades que o mundo dá.

Adora quando eu faço

Algo que lhe agrada.

Qualquer gesto é questão de se orgulhar.

Você é o meu pai;

O pai que pedi a Deus...

Que sabe me entender

compreende meus sonhos.

E me ajuda a torná-los Realidade.

Que o senhor fique em PAZ... EU TE AMO E SEMPRE VOU TE AMAR