Mostrando postagens com marcador Utilitarios. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Utilitarios. Mostrar todas as postagens

15 junho 2014

TUTORIAL – Torne seu roteador D-LINK DSL-2750B VIVO Fibra em um switch de 04 portas com Wifi

Caros Amigos,
Sabe aquele ROTEADOR D-LINK DSL-2750B Branco, que a VIVO fornece. E que voce acaba deixando encostado por que ja tem um roteador bem melhor.
Podemos reaproveitar!?!? Caro que sim…
Podemos torna-lo em um SWITCH 04 portas com as funções de compartilhamento de impressora USB e Wifi.
Isso quebra baita ganhão. Por que??? Porque, voce não precisa compartilhar uma impressora utilizando-se mais de um computador e assim por diante.
Bom, vá colocar mãos a massa. Muito simples de fazer.

CENÁRIO

Operadora: Net-TV
Modem Operadora: Arris TG862
Roteador : TP-LILNK WR941ND
Roteador : D-LINK DSL-2750B VIVO FIBRA (esse vai se tornar SWITCH)
IP ROTEADOR: 192.168.1.1
IP SWITCH: 192.168.1.250
  1. Sem o seu computador estar conectado com o ROTEADOR TP-LINK(no meucaso), vou conectar o roteador DSL-2750B utilizando-se da porta 01 e conectado no computador pela porta LAN;
  2. Após o roteador forncer o endereço IP, conecte-se ao roteador pelo seguinte endereço; http://192.168.1.1/padrao ;
  3. Ele pedirá USUÁRIO e SENHA; Usuário: admin – Senha: os quatros ultimos digitos do endereço MAC do roteador(existe uma etiqueta no fundo do roteador com esta informação);
  4. Após aberto a pagina da D-LINK, clique em ADVENCED SETUP, LAYER2 INTERFACE, clique no CHECKBOX do REMOVER. Logo abaixo clique em REMOVER e REBOOT ROUTER;
  5. Levará alguns seguindos para reiniciar. Pressione F5 para atualizar a pagina;
  6. Clique em WAN SERVICE, marque o CHECKBOX REMOVE, clique em REMOVER;
  7. Clique em LAYER2 INTERFACE, marque o CHECKBOX REMOVE, clique em remover;
  8. Pronto, o ROTEADOR D-LINK DSL-2750B VIVO FIBRA, não é mais um roteador. Mas sim, um simples SWITCH… Bom né…
  9. Mas precisamos fazer algumas configurações afinadas para que não tenhos problemas de redes (confito de IP, definição de servidor DHCP, e assim por diante);
  10. Primeiro, vamos mudar o endereço de IP do nosso SWITCH. Pois co meu cenário, o endereço de IP do SWITCH, por padrão é o mesmo que o TP-LINK;
  11. Clique em LAN, em IP ADDRESS mude para o endereço IP que desejar. No meu caso optei pelo 192.168.1.250;
  12. Vamos desativar o DHCP SERVER. Clique no campo ENABLE DHCP SERVER RELAY, no campo DHCP SERVER IP ADDRESS definir o TP-LINK 192.168.1.1. Ou seja, sempre que eu precisar conectar uma maquina na minha rede, ele pegará a senha do TP-LINK;
  13. Vocês podem até incrementar o seu DNS PRIMARIO e SECUNDARIO. Mas esta brincadeira deixo para vocês. Mas deixe seu comentario em eventuais sucesso ou facrasso. Ficaremos feliz em saber no podemos melhor, e estaremos ao dispor em ajudar com as duvidas;
  14. Clique em APPLY;
  15. No browser altere o endereço IP http://192.168.1.250/padrao . Repita o usuario e senha;
  16. Vamos ativar o compartilhamento de impressora. Clique em PRINT SERVER, clique em ENABLE ON-BOARD PRINT SERVER, defina o nome da impressora em PRINTER NAME, defina o nome e modelo NAME AND MODEL e clique APPLY/SAVE;
  17. Para que voce possa utilizar da impressora compartilhada no seu SWITCH, clique em INICIAR, DISPOSITIVOS E IMPRESSORAS, após abrir as pagina de impressoras e dispositivos, cliquem em ADICIONAR UMA IMPRESSORA, ADICIONAR IMPRESSORA DE REDE, SEM FIO e BLUETOOH. Clique em, A IMPRESSORA QUE DESEJO NÃO ESTA NA LISTA. Na proxima pagina e no campo SELECIONAR UMA IMPRESSORA COMPARTILHADA PELO NOME, digite da seguinte forma; htt://192.168.1.250/printers/HPLASER (este é apenas um exemplo) e clique em AVANÇAR. Ele pedira os drivers da impressora e conclua a instalação.
  18. Pronto IMPRESSORA compartilha ja encontra-se instalada;
  19. A porta WAN do nosso SWITCH passar a ser a porta 04 da LAN. Não exercendo mais a função de porta WAN. Se colocarmos o cabo nesta porta esta funcionando perfeitamente como uma porta LAN;
  20. Agora, conecte o cabo que esta vindo do seu roteador em qualquer porta do nosso novo SWITCH;
  21. Vamos ativar o WIFI. Clique em WIRELESS, clique no CHECKBOX, ENABLE WIRELESS, defina o o seu SSDI(nome da rede sem fio) e clique em APPLY/SAVE;
  22. Clique no campo SECURITY, no campo WPA/WAPI passphrase. Defina sua senha de no minimo 8 carecteres, clique em APPLY/SAVE;
Imagens:
Capturar1 Capturar2 Capturar3 Capturar4 Capturar5 Capturar6 Capturar7 Capturar8 Capturar9
Assista este TUTORIAL em FULLHD: https://www.youtube.com/watch?v=gnW2AZ1HHxM
Tudo prontinho.  agora é só VOCÊS brincarem com anovissima criança….

Espero ter ajudado e até a próxima….

Jose Carlos Oliveira

28 maio 2014

Alterando Endereço de IP (LAN) Roteador Coletek W-N2120 / W-M1101 / W-M1120 / DM2270 – OpenRG – Vivo Fibra

Caros Amigos,

Estou de volta!!!!
Bom, utilizando-se de uma ferramenta, o GOOGLE ANALYTICS. Uma excelente ferramenta…
Faço o uso desta ferramenta para que possa analisar a freqüência dos sites que administro e o meu próprio blog e site.
Exatamente procuro saber como as pessoas fazem as suas pesquisas nas ferramentas de buscas. Em determinado campo desta ferramenta existe as palavras chaves de como o usuário chegou ao meu BLOG ou SITE.
Percebi que este equipamento da VIVO Fibra e Vivo ADSL+2 (W-N2120, W-M1101 e W-M1120), e principalmente os equipamentos que detém o OpenRG como sistema operacional. Tem deixado muita gente de orelhas em PÉ…
Não utilizo o VIVO Fibra e ADSL, mas presto serviços a muitas empresas de necessitam de profissionais que conheçam este equipamentos. Então tenho que esmiuçar estes equipamentos. E com certeza, ajudar muitos outros administradores. E vamos que vamos….
Uma das maiores procuras são; COMO MUDAR O IP DA LAN (padrão 192.168.1.1)? COMO RESETAR O ROTEADOR?
Bom, vou deixar a primeira pergunta para responder e orientar logo abaixo. Vamos a segunda pergunta!
COMO RESETAR O ROTEADOR (W-N2120, W-M1100 e W-M1120)?
  • Resposta: Desligue o modem, pegue algo fino (palito de dente ou clips), introduza no botão reset atrás do modem desligado. Com o reset pressionado ligue o modem. Mantenha pressionado por 20 segundo e retire o objeto fino do reset. Aguarde a inicialização do modem. Ele encontra-se com o padrão de fabrica.
COMO MUDAR O IP DA LAN (padrão 192.168.1.1)??
  • Após alterar as configurações padrões de fabrica e abrir as configurações por completo (Caso não saiba como fazer, siga esta postagem). Vamos no browser de preferencia, digite o endereço padrão http://192.168.1.1/padrão, coloque o usuário e senha.
  • Após logar, clique em ADVANCED, CONFIGURAÇÕES DE SISTEMA, MANUTENÇÃO, CONFIGURATION FILE, FAZER DOWNLOAD DO ARQUIVO DE CONFIGURAÇÃO;
  • Abra o arquivo com seu editor padrão;
  • Localize o endereço IP da LAN (ex.: 192.168.1.1);**
  • Altere para o endereço de IP que desejar;
  • Salve o arquivo;
  • Com a pagina ainda aberta do roteador, clique em FAZER UPLOAD DE ARQUIVO DE CONFIGURAÇÃO, confirme o UPLOAD.
  • E o ROTEADOR irá reinicializar.
  • Pronto, seu roteador encontra-se alterado.
**Observação: Caso altere o segundo octeto ex.: 192.168.25.1. Não esqueça de alterar as outras linhas ou DHCP assim que reiniciar o roteador.
Veja o VIDEO abaixo;

Espero ter ajudado.
Continuem visitando e divulgando esta informações…. Sempre será útil em algum momento….

Um Abraço,

Jose Carlos Oliveira
Consultor Infraestrutura Sr

29 março 2014

Tutorial–Configurando Roteador DLINK DSL-2750b Vivo Fibra para IP DYNAMIC ou IP DINÂMICO (NET)


Caros Amigos Leitores,
Estamos aqui para demostrar como configurar mais um roteador da VIVO, para que funcione no IP DYNAMIC.
No meu cenário utilizo a NET, e esta empresa são precisa de usuário e senha para conexão de internet. Ela gerencia esta função por IP DYNAMIC.
O modem da net você consegue fazer esta forma em duas funções;
1º Configuração padrão. Após a instalação pelo técnico, quando você conecta ele te atribui seu IP via DHCP. E o ip fornecido é local, exemplo; 192.168.1.10
2º Mas para que eu não tenha que ficar liberando porta e outras funções, no meu cenário transformo o modem da NET em BRIDGE. O IP que ele atribui é um  IP válido de internet. O modem tem a função apenas de modular e não faz mais a função de roteador. Deixo tudo para os roteadores convencionais.
Bom, não vou entrar muito neste assunto. Logo vou preparar um TUTORIAL de como VOCÊS podem fazer esta configurações nos modem da NET.
Vamos lá para o assunto principal que é utilizar o roteador D-LINK DSL-2750b Vivo Fibra.
81761
1º Abra o seu navegar e digite a seguinte URL; http://192.168.1.1/padrao;
2º Digite o usuário e senha. Como padrão é o seguinte; Usuário: admin e Senha: são os quatros últimos dígitos do MAC do roteador, contido na etiqueta, localizada no fundo do roteador;
3º No menu ao lado esquerdo, clique em WAN SERVICE, do lado direito, clique na checkbox REMOVE e em seguida no botão REMOVE;
4º Clique no botão ADD, NEXT, IP OVER ETHERNET, NEXT, NEXT, verifique se as caixa de checkboxs está ticadas e NEXT e APPLY/SAVE;
5º Verifique que o PRIMARY DNS já é um IP Externo ou Ip Válido de Internet. O roteador já esta conectado.
Em alguns casos, é necessário desligar por 10 segundo o Modem da Net para que ele atribua um novo IP.

Pronto seu roteador OK… Basta apenas navegar….
Veja o vídeo

Continuem visitando, sugerindo e compartilhando este BLOG….
Obrigado a todos,
Jose Carlos Oliveira

27 março 2014

TUTORIAL - Abrindo e Redirecionando Portas OpenRG–Coletek W-N2120 Vivo


Caros Amigos Leitores.
Após pedidos de alguns leitores do meu blog, vou descrever um TUTORIAL de como ABRIR e REDIRECIONAR PORTAS no OPENRG, especificamente no roteador COLETEK W-N2120.
Este tutorial tem as mesma função a roteadores que utilizam o OPENRG como sistema em seu FIRMWARE.
O OPENRG tinha como fabricante original a empresa JUNGO. Mas este sistema e a empresa foi vendida a CISCO. As atualizações infelizmente são pagas.
Hoje o OPENRG é baseado em PPC RISC. Segue a linha do Firewall baseado na Cisco, e a mesma utiliza-se de ACL (ACCESS-LIST) para definições PERMIT ou DENY de pacotes de IP´s. Não vou entrar no mérito sobre a montagem de pacote IP´s. Caso tenha interesse, aconselho ver o seguinte livro; PROTOCOLO TCP/IP – McGraw Hill – ISBN 9788577260485
Bom, vamos-lá;
Primeiro, é necessário que você esteja com todas as configurações do roteador habilitadas. Caso você não tenha estas opções habilitadas, siga este tutorial;
Tutorial – Abrindo configurações avançadas do Coletek W-N2120
O cenário que Utilizei foi o seguinte;
Serviço: Servidor Apache
Porta: 8085
IP Remoto: 192.168.1.31
DYNDNS: sepjcarlos.dyndns.org
Siga os passos;
1º   Acesse as configurações do roteador http://192.168.1.1/padrao (utiliza-se /padrão, apenas os roteadores da VIVO);
2º Para sermos organizados, aconselho a seguinte forma.Vamos cadastrar o serviços, portas, liberar e redirecionar.
3º Vá em ADVENCED, clique em PROTOCOLOS, clique em AVANÇADO, clique em NOVA ENTRADA;
4º Coloque o nome do Serviços e Descrição (No meu caso, coloquei SERVER APACHE);
5º  Clique em NOVAS PORTAS DO SERVIDOR ou no sinal de +;
6º PROTOCOLO TCP (Caso você tenha um serviço que trabalha com os dois protocolos TCP e UDP, você irá precisar cadastrar para ambos;
7º PORTA DE ORIGEM = ANY
8º PORTA DE DESTINO = 8085 (no meu caso);
9º Clique em OK
10º Você verá que o seu serviço encontra-se na lista. Caso não apareça, refaça o cadastro, pois apareceu alguma MENSAGEM de ERRO que passou despercebida.
11º Clique em ADVANCED, FIREWALL, PROVOCAR PORTA (o famoso TRIGGERING PORT).
12º Na caixa de dialogo, Clique em ADICIONAR, DEFINIDO PELO USUÁRIO;
13º Nome do Serviço = PORTAS APACHE (no meu caso);
14º Clique em NOVAS PORTAS DE GATILHO ou sinal de +;
15º Acontece igual ao item 5º, escolha TCP (Caso você tenha um serviço que trabalha com os dois protocolos TCP e UDP, você irá precisar cadastrar para ambos;
16º PORTA DE ORIGEM = ANY;
17º PORTA DE DESTINO = 8085;
18 º Clique em OK;
19º Clique em NOVAS PORTAS ABERTAS ou sinal de +;
20º Acontece igual ao item 5º, escolha TCP (Caso você tenha um serviço que trabalha com os dois protocolos TCP e UDP, você irá precisar cadastrar para ambos;
21º PORTA DE ORIGEM = ANY;
22º PORTA DE DESTINO = 8085;
23 º Clique em OK;
24º Clique no menu HOME;
25º Na Visão Geral, estará mostrando todas as conexões ativas no ROTEADOR OPENRG. Clique no COMPUTADOR que deseja redirecionar porta;
26º Clique em ADICIONAR REGRA DE ENCAMINHAMENTO DE PORTA;
27º Clique em NOVA ENTRADA ou sinal de +;
28º Percebam que na pagina aberta o computador encontra-se selecionado. Clique em PROTOCOLO, na caixa de dialogo, encontre o serviço criado na opção 4º. No meu cenário SERVER APACHE. A informação do serviço e portas será mostrada;
29º Em ENCAMINHAR PORTA, escolha ESCPECIFICAR e repita a PORTA DE DESTINO do item 8º. No meu cenário 8085. Obs.: Você pode definir a porta de entrada diferente de porta de destino. Exemplo: PORTA DE ENTRADA 8084 e PORTA DE DESTINO 8085. Isso torna mais seguro as aberturas de portas em seu roteador;
30º Clique em OK. Caso queira você pode definir uma tabela de horário que deseja ter acesso a esta porta, tão quanto qual IP VÁLIDO que terá acesso;
31º Feito tudo certinho. Reinicie seu roteador. Após ele subir, acesse a pagina  para verificar se a mesma esta aberta.
Caso deseje redirecionar um porta de um host que não esteja na lista do roteador. Basta apenas seguir todos os passos 1º ao 23º. Em seguida, siga os passos abaixo;
TESTAR PORTAS
1º Clique ADVENCED, FIREWALL, ENCAMINHAMENTO DE PORTA;
2º Clique em NOVA ENTRADA;
3º Clique em HOST LOCAL e selecione DEFINIDO PELO USUÁRIO;
4º Em TIPO DE OBJETO DE REDE, Selecione IPV4;
5º Em PROTOCOLO, selecione o serviço cadastrado no item 5º. No meu cenário SERVIDOR APACHE;
6º Em ENCAMINHAR PORTA, escolha ESCPECIFICAR e repita a PORTA DE DESTINO do item 8º. No meu cenário 8085. Obs.: Você pode definir a porta de entrada diferente de porta de destino. Exemplo: PORTA DE ENTRADA 8084 e PORTA DE DESTINO 8085. Isso torna mais seguro as aberturas de portas em seu roteador;
7º Clique em OK. Caso queira você pode definir uma tabela de horário que deseja ter acesso a esta porta, tão quanto qual IP VÁLIDO que terá acesso;
8º Feito tudo certinho. Reinicie seu roteador. Após ele subir, acesse a pagina  para verificar se a mesma esta aberta.
TESTAR PORTAS
Veja o Video;
Bom basicamente é isso… Qualquer dúvidas e sugestões, deixe seus comentários.
Obrigado pela leitura.

Jose Carlos Oliveira

21 março 2014

Recuperando ou Alterando a senha do Administrador do Windows Vista, Windows 7 e Windows Server 2008

Caros amigos Leitores,
Quem nunca teve o problema com a perca da senha do Administrador ou Usuário no Windows Vista, Windows 7 ou Windows Server 2008?
Quantos programas de internet e explicações você encontra no google.com e que acabam não sendo eficaz naquele momento?
Existe uma forma simples e eficaz de resolver este problema.
Vamos dar início….
A vantagem de utilizar esta forma é a segurança. Sem alterar nenhum arquivo de banco de dados do Security Account Manager (.SAM), coisa que muitos programa fazem.
O exemplo utilizado é um Windows Server 2008 R2. Neste caso não temos a senha de administrador, e quando isso ocorre, ele apresenta a seguinte mensagem; Nome de usuário ou senha incorreta.
Conforme imagem abaixo.
image2
Vamos dar um boot com a mídia do sistema operacional instalado. Utiliza-se o CD de instalação do Windows com a mesma versão instalada. Já tentei fazer o boot do Windows 7, mas o sistema operacional instalado é o Windows Server 8. O próprio boot irá informar que o sistema é incompatível.
Altere o idioma do teclado conforme o seu desejo.
image4
Na tela seguinte escolha o modo de recuperação, conforme imagem;
image5
Escolha a opção de PROMPT DE COMANDO;
image6
Com o prompt aberto, altere o drive para qual esteja instalado o sistema operacional. Neste caso o drive com sistema operacional instalado é o D:

image7
Dentro do diretório D:\Windows\System32, vamos renomear o utilman.exe da seguinte forma; ren utilman.exe utilman.bak
Aplicado este comando, vamos copiar o comando cmd.exe, da seguinte forma; copy cmd.exe utilman.exe
Vamos reiniciar o computador.
Quando aparecer a tela de login do Windows, clique no ícone de Acessibilidade (onde esta o teclado virtual e assim por diante) ou pressione a tecla do WINDOWS+U. Conforme imagem.
image11
Abrirá a tela de comando do Windows.
Digite o seguinte comando; Net user administrador novasenha
Pronto, bastar logar com a a senha nova.
Mas não esqueça de alterar o arquivo UTILMAN.EXE da seguinte forma; copy utilman.bak utilman.exe.
Este aplicativo é de acessibilidade, caso vocês esqueçam de alterar o aplicativo não ira mais funcionar.
Assista o video:

Jose Carlos Oliveira

20 fevereiro 2014

TUTORIAL - Abrindo configurações avançadas do Coletek W-M2120N–Vivo Fibra

Caros Amigos Leitores,
Após uma vasta procura na net e sem sucesso. Ou melhor, com algumas junções de informações. Consegui descobrir como alterar as configurações do roteador COLETEK W-M2120N. Suei e muito… kkkkk
Eu precisava deixar o ROTEADOR para atribuição de IP DINÂMICO. As configurações padrão deixava apenas a opção de PPPOE da VIVO.
Mas vamos lá. Hoje apenas vou explicar como ter toda a configuração do COLETEK W-M2120N com base OPENRG.
Veja as configurações originais…
browser_2
Bom vocês necessitaram dos seguinte programa para que possamos baixar os arquivos de configuração do roteador. O software é o TELNET2764.
Clique aqui para fazer DOWNLOAD
Feito o DOWNLOAD do arquivo, abra o TELNET. Conforme imagem abaixo;
TELNET2764
Por padrão a gateway rede é 192.168.1.1. Altere o endereço de ip pelo GATEWAY do seu roteador.
Eu poderia aqui, informar como descobrir o GATEWAY. Mas tem um detalhe, caso não tenha esta experiência com rede. Não aconselho continuar tal feito, pois é por sua conta e risco, caso venha danificar seu roteador.
O username é admin e a senha são os quatros últimos alfanumérico do MAC do roteador. Você irá encontrar esta informação no fundo do ROTEADOR ou na caixa onde ele encontrava-se acondicionado.
Clique em GET CONFIG. O TELNET2764 vai trazer as informações do modem. Muito cuidado com estas informações e como você deve altera-lá. Pois pode não deixar seu ROTEADOR voltar a funcionar.
Poderia explicar como funciona as ROLES de configuração. Mas gastaríamos muito tempo aqui. Deixa para um próximo post.
Encontre a ROLE USER, neste objeto esta a configuração do usuário. Quando você conectar na pagina do roteador, existe apenas um usuário, correto??? Mas não, como você vera no arquivo de configuração, existe mais alguns usuário. E além disso, existe a categoria. Por padrão da TELEFONICA ou VIVO como queriam, a categoria do usuário ADMIN esta como HOME, precisamos alterar ele para SUPER (todos os poderes).
Não se esqueça de clicar no checkbox UNLOCK CONFIG TO ALLOW MANUAL EDITING. Caso contrario, você não conseguirá editar o arquivo.
Localize o (username(admin)), logo abaixo tem um objeto chamado (rule(home)), Altere este campo para (role(super))
Alterado, clique em PUT CONFIG. Pronto seu arquivo já encontra-se alterado e enviado.
TELNET2764_4
Abra o browser de preferencia, conecte no seu roteador. Introduza usuário e senha. Verá agora que aumentarão os números de campos de configuração, edição de configurações no seu formato desejado.
browser
Caso necessite dar um RESET de FABRICA, o roteador voltará a ter as mesmas configurações anteriores.
Veja o VIDEO que preparei para as minhas configurações de IP DINAMICO.
http://youtube.com/sepjcarlos
Espero ter ajudado.
Um abraço e divulguem meu blog.
Jose Carlos Oliveira

20 setembro 2013

USANDO O COMANDO ROBOCOPY

Sempre que preciso copiar vários arquivos (ou arquivos enormes) entre partições, HD externo ou pastas compartilhadas em rede eu uso o Robocopy. Ele está disponível desde o Resource Kit do Windows NT e nativamente desde o Windows Vista / Server 2008 e posteriores.
imagePor padrão o Robocopy é uma ferramenta de sincronismo de pastas, isto é, se um determinado arquivo do ponto A (origem) já existir no ponto B (destino) ele não será copiado novamente (a menos que o arquivo do ponto A sofra alguma modificação). Portanto também é uma interessante forma de backup.
O propósito desse artigo é demonstrar o uso do robocopy em dois cenários que encontro com facilidade em ambiente corporativo:
  • Replicação de arquivos/pastas quando temos um link lento/instável entre a origem e o destino
  • Arquivar (mover) arquivos antigos de um file server para um HD USB (ou para outro local)
Mesmo se você já for usuário do Robocopy vale a pena consultar a documentação recente para conhecer as novas funcionalidades.
Para as dicas abaixo eu estou considerando alguns recursos disponíveis no Robocopy que vem no Windows 7 / Windows Server 2008 R2 (alguns parâmetros podem não funcionar em versões anteriores):
Cenário 1: Replicação de arquivos/pastas quando temos um link lento/instável entre a origem e o destino
Se você precisa replicar todo o conteúdo de uma determinada pasta compartilhada em rede (ex.:\\SERVIDOR\Conteudo\Dados) para o seu HD USB (ex.: E:\Download) através de um link lento, ou não muito confiável, minha sugestão é executar o Robocopy a partir de um arquivo .CMD, possibilitando sincronizar todo o conteúdo mesmo que durante o processo de cópia ocorra algum problema com a rede.
Crie um arquivo Download.CMD a partir do bloco de notas com o seguinte conteúdo:
:1
ROBOCOPY “\\SERVIDOR\Conteudo\Dados” “E:\Download\Dados” /MIR /MT:10 /Z /R:2 /W:2
goto 1
A única utilidade desse arquivo .CMD é executar o Robocopy em loop para recomeçar de onde parar o processo de cópia (argumento /Z) se houver problemas com a rede ou com algum dos PCs/Servidores. Se houver falha na cópia de algum arquivo duas tentativas serão realizadas (parâmetro /R:2), com um intervalo de 2 segundos entre elas (parâmetro /W:2). O parâmetro /MT:10 (novidade) permite cópia multi-thread (quem usa RichCopy adora isso) de 10 arquivos em paralelo (e não apenas um arquivo por vez).
Cuidado com o parâmetro /MIR, pois ele espelha todo o conteúdo, inclusive pastas/subpastas. Se na pasta origem, por exemplo, você tem 10 arquivos a pasta destino terá os mesmo 10 arquivos. Se você copiar algum arquivo extra no destino e rodar o comando novamente esse arquivo extra será apagado (porque não existe na origem). Se você quiser apenas uma cópia “incremental”, mantendo os atuais arquivos na pasta destino substitua o/MIR pelo /E.
Parâmetros extras:
  • /XF *.mp3 – ignora arquivos com extensão .MP3
  • /XD temp – ignora pastas com o nome “temp”
  • /COPYALL – copia todos os atributos dos arquivos como data/hora, segurança…
Dica extra: Quer controlar a data/horário de início do robocopy, além de duração máxima de sua execução (por exemplo, agendar um download/upload apenas em horário não comercial)? Use o Agendador de Tarefas do Windows (Task Scheduler).
Cenário 2: Arquivar (mover) arquivos antigos de um file server para um HD USB (ou para outro local)
Suponha que temos a necessidade de arquivar (mover) todos os arquivos com mais de 3 anos de uma pasta \\SERVIDOR\Docs para a pasta E:\Docs. A sintaxe seria:
ROBOCOPY “\\SERVIDOR\Docs” “E:\Docs” /MOVE /E /R:2 /W:2 /MINAGE:20080309 /LOG+:”E:\log.txt” /TEE
Esse comando vai mover (/MOVE) todos os arquivos, inclusive pastas e subpastas (/E), exceto os arquivos mais novos que 09/Março/2008 (o parâmetro /MINAGE:20080309 move os mais antigos, mantendo os mais novos), registrando todo o processo em um arquivo de log incremental (/LOG+:”E:\log.txt”). O parâmetro /TEE permite acompanhar no prompt de comandos o andamento do todo o processo de cópia (importante quando usamos algum parâmetro de log).
Como essa operação envolve a operação “mover” (copia para o destino e apaga na origem) eu recomendo incluir o parâmetro /L para simular o processo. Quando você estiver ciente de que a sintaxe está correta remova o parâmetro /L.
Para conhecer todos os parâmetros do Robocopy digite no prompt de comandos ROBOCOPY /? e bom divertimento!

11 abril 2013

Atualização que causa problemas no Windows 7 afeta somente o Brasil

877083852119928 No último dia 10 de abril, a Microsoft havia liberado uma atualização para o Windows 7 que poderia causar problemas no computador. De acordo com relatos de muitas pessoas, depois de instalar o pacote KB2823324, suas máquinas passaram a apresentar falhas que impediam a entrada no sistema operacional.

O Tecmundo entrou em contato com a Microsoft para obter um posicionamento oficial sobre o problema. Veja o que a empresa tem a dizer:

“Estamos cientes de que alguns clientes podem estar passando por dificuldades após a aplicação da atualização de segurança KB2823324 para Windows 7, liberada ontem (10). A questão está isolada ao Brasil e nós já estamos trabalhando ativamente para resolver a situação. Pedimos desculpas por qualquer inconveniente que isso possa ter causado aos nossos clientes”.

Segundo as informações, a Microsoft já está trabalhando em uma solução para o problema, mas ainda não definiu uma data de quando ele poderá ser resolvido definitivamente. Enquanto isso não acontece, o recomendado é desativar as atualizações automáticas do Windows 7 para evitar transtornos.

Fonte: Assessoria de Imprensa Microsoft

Fonte: Tecmundo.com.br

01 fevereiro 2013

IMPLEMENTANDO BACULA BACKUP CENTOS 6.3 EM 7 PASSOS

Caros amigos leitores,
Com a indisponibilidade financeira para aquisição do ArcServe Backup da CA e que usei durante anos, tive que optar por uma solução de backup Opensource. Após vários teste com o que poderia e o que estava ativo no mercado, optei em utilizar o BACULA
bacu_logo-red
Bom, nesta inicial vou apenas explicar como implementar o sistema de backup Bacula em um servidor com sistema operacional CENTOS 6.3 X86_64.
Notas importantes: Sugere-se que antes de começar, você faz alterações de firewall no iptables. As portas necessitaram estar abertas 9101-9102-9103. No meu exemplo estarei usando um servidor com discos rígidos.
Primeiro Passo:
Certifique-se de que você tem o repositório do EPEL x86_64
rpm -Uvh http://download.fedoraproject.org/pub/epel/6/x86_64/epel-release-6-7.noarch.rpm
Nota: Isso muda, às vezes. Se isso acontecer, certifique-se de obter a versão mais recente, indo para http://download.fedoraproject.org/pub/epel/6/x86_64
Segundo Passo:
Instale o MYSQL & BACULA - Nota: Bacula pode usar o MySQL ou PostgreSQL.
yum install mysql-devel mysql-server
yum install bacula-storage-mysql
yum install bacula-director-mysql bacula-console
yum install bacula-client

Terceiro passo:
Vamos iniciar o MYSQL e criar o usuario de administração do servidor do banco de dados.
service mysqld start
chkconfig mysqld on

Quarto Passo:
Vamos adicionar os scripts de SQL, onde serão criados os bancos de dados, usuarios, GRANTs de usuarios. DICA:  (-u root -p significa login com o usuário root e solicitará a senha ...)
#/usr/libexec/bacula/grant_mysql_privileges -u root –p
#/usr/libexec/bacula/create_mysql_database -u root –p
#/usr/libexec/bacula/make_mysql_tables -u root –p
#/usr/libexec/bacula/grant_bacula_privileges -u root –p

Quinto Passo:
Agora vem a parte super divertida (kkkk)! Você precisará alterar todos os seus arquivos de configuração com novas senhas e endereços (senha de banco de dados, endereço do servidor DIR, endereço do servidor SD, e assim por diante).
The Director
vi /etc/bacula/bacula-dir.conf

Director1
FIGURA 1
client1
FIGURA 2
storage1
FIGURA 3
catalog
FIGURA 4
console
FIGURA 5
O Console
#vi /etc/bacula/bconsole.conf
Altere a senha e o endereço
bconsole1
FIGURA 6
O Storage Daemon
#vi /etc/bacula/bacula-sd.conf
 
sddir
FIGURA 7
sdmon
FIGURA 8
sdarchive
FIGURA 9
O File Daemon
vi /etc/bacula/bacula-fd.conf
fddirector
FIGURA 10
Sexto Passo:
Todos notaram que disse o daemon de armazenamento que o dispositivo foi Arquivo / backup. Vamos agora criar / backup e alterar a propriedade para Bacula para que possa escrever lá. Isso é fácil!
#mkdir /backup
#chown bacula /backup

Sétimo Passo:
É isso aí. Você instalou bacula. Agora é hora de iniciar o serviço e também certificar-se de serviços Bacula iniciar automaticamente na reinicialização (chkconfig)!
#service bacula-dir start
#service bacula-fd start
#service bacula-sd start
#chkconfig bacula-dir on
#chkconfig bacula-fd on
#chkconfig bacula-sd on













Você terminou, Bacula está em execução. Como manter isso? Bem. Há algumas maneiras. Você pode atualizar os arquivos de configuração para adicionar clientes, volumes, etc Isso só vai depender de como você está confortável com configs na sua edição. No entanto, pode ficar chato para editar configs ... então existem algumas alternativas, como o webmin (CLIQUE AQUI para saber como implementar).
Valeu… Até a próxima!!!
Fonte: Tecnowut
Jose Carlos Oliveira
















31 janeiro 2013

INSTALANDO WEBMIN NO CENTOS 6.3

Caros Amigos Leitores,
196741_115961505146479_861295_nWebmin é uma interface baseada na web para administração do sistema para Unix. O uso de qualquer navegador moderno, você pode configurar contas de usuário, Apache, DNS, compartilhamento de arquivos e muito mais. Webmin elimina a necessidade de editar manualmente os arquivos de configuração do Unix como o / etc / passwd, e permite-lhe gerir um sistema a partir do console ou remotamente.

Vamos ao que interessa… A instalação!!!!
Primeiro Passo:
- Vamos adicionar o repositório do WEBMIN com o seguintes comandos:
cat > /etc/yum.repos.d/webmin.repo << EOF
[Webmin]
name=Webmin Distribution Neutral
#baseurl=http://download.webmin.com/download/yum
mirrorlist=http://download.webmin.com/download/yum/mirrorlist
enabled=1
EOF

Segundo Passo:
- Vamos importar GPG Key:
wget http://www.webmin.com/jcameron-key.asc
rpm --import
http://www.webmin.com/jcameron-key.asc
Terceiro Passo:
- E finalmente, vamos instalar o WEBMIN:
yum –y install webmin
Para ter acesso ao WEBMIN, basta apenas digitar no seu browser:
http://ipdoservidor:10000 (digite o ip do host ou nome do host). A senha gerida, sempre será que esta definida no usuário root.
Um abraço,
Jose Carlos Oliveira












04 março 2011

JAVA vs .NET–Uma otima satira

 

Caros Amigos leitores,

Encontrei este video na internet, e gostaria de compartilhar com vocês.

Um abraço,

09 novembro 2010

Os 25 piores hábitos no mundo da tecnologia

 

Todos cometemos “pecadinhos” tecnológicos, mas estes hábitos podem causar danos ao seu equipamento e ao seu bolso. Mude-os já!

Todo mundo tem vícios no mundo da tecnologia: que atire a primeira pedra quem nunca usou a palavra “senha” como senha. Mas agora vamos cavar mais fundo, em busca dos hábitos realmente ruins que podem causar danos permanentes ao seu computador, seu bolso e seu estado de espírito. Apresentamos a vocês os 25 piores hábitos no mundo da tecnologia.

1. Não usar software de segurança

Então você pensou que poderia viver sem utilitários contra vírus e malware, apenas prestando atenção aos links nos quais clica em páginas web e e-mails. Está dando certo? Aposto que não por muito tempo.

Pelo amor de tudo o que é sagrado, use alguma coisa, qualquer coisa, para proteger seu PC de malfeitores que adorariam ter você, seu computador e sua conta bancária como alvo. Você nem precisa gastar dinheiro, e pode usar software de segurança gratuito como o Microsoft Security Essentials.

2. Não fazer backup de seu computador

A coisa mais engraçada sobre as pessoas que não fazem backup das informações em seus computadores é que elas sempre tem uma “boa” desculpa. “Eu sei que estou errado, mas...”. Escute: TODOS os HDs eventualmente falham. Todos, e o seu também irá falhar. Não é uma questão de se, mas de quando, e você deve estar preparado.

3. Não fazer backups “off-site”

Imagine que um ladrão entra em seu apartamento e rouba o seu notebook. Você pensa: “não tem problema, eu fiz um backup completo ontem à noite”. Mas aí você descobre que o ladrão também roubou o HD de backup, que estava do lado do notebook. Oops!

Armazene seus dados em múltiplos locais, com backups automáticos para os dados armazenados remotamente (por exemplo, em um servidor na internet). E ao fazer planos para recuperar seus dados, sempre se prepare para o pior cenário possível.

4. Responder a SPAM

Sabe porque os spammers continuam emporcalhando sua caixa postal? Porque há um número grande o suficiente de pessoas que responde às mensagens, fazendo o esforço de enviá-las valer a pena. Sim, clicar no link “remova meu e-mail” no rodapé da mensagem conta como uma resposta, já que confirma para o spammer que seu endereço existe, está ativo e há um “cliente” em potencial lendo as mensagens.

Apenas em raras ocasiões, se a mensagem vier de uma empresa legítima, seu endereço de e-mail será realmente removido da lista quando você clica no link. Lembre-se: se você não é parte da solução, é parte do problema. Invista também algum tempo aprendendo como funcionam as soluções anti-spam de seu cliente de email ou provedor. Garantimos que vale a pena.

5. Andar por aí com um computador ligado

Não há problema em tirar seu notebook da cozinha e levá-lo para a sala quando ele ainda está funcionando. Agora, tirar o notebook do escritório, enfiá-lo ligado dentro de uma mochila e encarar meia hora de metrô e um quilômetro de caminhada é uma PÉSSIMA idéia.

Um disco rígido em funcionamento pode ser danificado mesmo por um pequeno impacto (como um solavanco dentro de um ônibus), e micros podem facilmente superaquecer se deixados em lugares fechados. Desligue seu micro antes de transportá-lo. O Windows tem várias opções para modificar o comportamento do botão de força e desligar automaticamente o notebook, ou colocá-lo para dormir, quando você fecha a tampa.

6. Usar um notebook na cama

Você pode usar seu notebook na cama o quanto quiser. O problema é quando você o deixa ligado apoiado sobre seu maravilhoso edredon de penas de ganso. Edredons, cobertores, travesseiros e almofadas podem bloquear as saídas de ventilação do computador, causando superaquecimento e danos aos componentes. Além do mais, você pode acabar com um baita torcicolo se usar o computador em uma posição não natural. Use uma mesinha para notebook ou mesinha de café para manter a máquina em uma posição confortável e garantir um bom fluxo de ar.

7. Imprimir tudo

Você pode ter cópias digitais de todos os formulários, recibos e comprovantes de que precisa, basta instalar um software gratuito como o PDFCreator que “imprime” em arquivos PDF a partir de qualquer programa no Windows. Então pra que desperdiçar papel? Mesmo formulários hoje em dia podem ser assinados digitalmente, então antes de imprimir pense duas vezes: eu realmente preciso de uma cópia disso em papel? Seu bolso, e o meio-ambiente, irão agradecer.

8. Levar a câmera digital para a praia

Se um grão de areia sequer entrar no obturador ou mecanismo de zoom de sua câmera, ela já era. Se você realmente quer fotografar na praia, coloque a câmera dentro de um “case” à prova d’água, também conhecido como caixa estanque. Ou então compre uma câmera resistente feita para aguentar areia, água e neve sem problemas, como estes modelos da Sony e da Panasonic.

9. Deixar o notebook no carro

Ladrões ficam à espreita em estacionamentos movimentados e procuram pessoas engravatadas que distraidamente deixam suas malas de notebook no carro, mesmo que por alguns minutos. Tudo o que eles tem a fazer é quebrar uma janela, agarrar a mala e pronto, seu portátil virou história em menos de 10 segundos.

Colocar a mala no bagageiro do carro em uma rua movimentada à vista de todos também é uma péssima idéia. Bandidos podem seguí-lo e esperar você “dar bobeira” para atacar, seja com um revólver em punho ou simplesmente abrindo o porta-malas quando você estacionar, algo ainda mais fácil que quebrar a janela.

Se você precisa deixar o notebook na mala do carro, faça isso em um local discreto, longe dos olhos de curiosos. Melhor ainda, leve o notebook com você.

10. Guardar todos os seus e-mails!

Todas as mensagens que você recebeu em sua vida estão sentadinhas na sua caixa de entrada em ordem cronológica? Parabéns! Você não só tem um histórico perfeito de toda sua comunicação online como a garantia de que nunca mais conseguirá achar uma mensagem importante no meio de tudo aquilo.

Use pastas e tags (marcadores) para separar suas mensagens por categoria (trabalho, pessoal, importante, etc...) e seja liberal no uso da tecla Delete para apagar mensagens que não terão mais serventia.

11. Não aprender os atalhos de teclado

Você sabia que há pessoas que não sabem que Ctrl+C serve para copiar um item e Ctrl+V para colar? Não estou dizendo que você tem que decorar todas as combinações de Alt, Ctrl e Shift existentes, mas quanto mais você aprender, mais cedo vai terminar seu serviço. É simples: é necessário mais tempo para pegar o mouse e clicar em Arquivo / Salvar do que para teclar Ctrl + S.

12. Instalar coisas demais

Porque o Windows está tão lento? Porque você instalou três programas de mensagens instantâneas e 7 barras de ferramentas em seu navegador. Depois que tudo isso estiver instalado o estrago já está feito, porque muitos destes programas deixam para trás rastros que são difíceis de eliminar. Você pode fazer um esforço para Limpar seu PC, mas se precaver é a melhor opção. Antes de instalar um programa, faça a pergunta: eu realmente preciso dele?

13. Jogar fora os recibos

Uma lei universal diz que os seus eletrônicos irão quase sempre pifar imediatamente após o fim do período de garantia. Mas de vez em quando eles deixam de funcionar antes disso. Você pode conseguir que eles sejam consertados de graça, desde que se lembre de onde colocou o recibo.

Mantenha-os em uma pasta separada na mesma gaveta onde você guarda documentos importantes como o contrato do aluguel ou do plano de saúde. E se você quiser economizar espaço, pode digitalizá-los com um scanner e guardá-los em seu computador. Só não se esqueça de fazer backup (vide itens 2 e 3 desta lista).

14. Entrar numa fila para comprar um produto

Lembra-se da vez que você passou uma semana dormindo em uma barraca na porta da loja para ser o primeiro cara na sua cidade a comprar um PlayStation 3? Você poderia ter gasto esse tempo com coisas mais produtivas. Acredite: não importa se você comprar o videogame hoje ou daqui a um mês, ele vai funcionar do mesmo jeito. Na verdade nem se dê ao trabalho de ir até a loja: compre online e deixe os correios fazerem o serviço pesado por você.

15. Bater no seu computador

Você tem todo o direito de ficar bravo, já que o Windows dá motivos suficientes para tirar qualquer um do sério. Mas lembre-se: há muitos meios para otimizar e até reparar o seu PC, mas abusar dele fisicamente, seja chutando o coitado ou arremessando-o para o outro lado da sala não faz parte da lista. E gastar dinheiro com um computador novo por causa de um ataque de raiva não vai fazer você se sentir bem. Quando o sangue ferver pare, respire fundo, recupere a compostura e procure ajuda na internet. Há soluções para quase tudo.

16. Salvar arquivos em qualquer lugar

Quando a conta de luz chega você a joga em cima da mesa, em uma pilha com as fotos da família, folhetos de pizzaria, o jornal de domingo e um monte de DVDs? Ou você gasta os 20 segundos necessários para colocá-la no lugar certo? Nem precisa responder. Assim como nos e-mails, organize seus arquivos em pastas. Elas são suas amigas.

17. Fazer “check-in” em serviços como o FourSquare

As únicas pessoas que realmente se interessam em saber se você está no McDonalds ou na lavanderia do Sr. Lao são aquelas que você não quer que saibam disso. A exceção é se você estiver em um lugar muito legal, como o Monte Fuji, o Palácio de Versailles ou Chernobyl. Nesses casos, pode fazer check-in à vontade.

18. Citar a Wikipedia com convicção

Quando você precisa confirmar um ponto de vista com um fato, com certeza o melhor lugar para procurá-lo é em um website gigantesco que qualquer um pode modificar anonimamente, e onde farsas e pegadinhas podem sobreviver impunes por anos. Hmmm... acho que não.

Se você realmente tem que usar a Wikipedia, clique nos links para as notas de rodapé para consultar as fontes e verificar o quão verídico é o conteúdo do verbete.

19. Colocar fotos “hilárias” na internet

“Ei colega! Parece que você se divertiu à beça na despedida de solteiro do Antônio, hein? Esse é você com uma garrafa de vodka na mão? Que original! E parece que você e a menina do teu lado estão pra lá de Bagdá. Ou pelo menos foi isso que o chefe disse quando mandou o link pras fotos para a empresa toda. Boa sorte com aquele seu aumento...”

Não estamos dizendo que você deve se comportar como Madre Teresa, mas se quiser salvar estes momentos para a posteridade, faça isso de forma privada. Se você realmente precisa colocar as fotos na internet, preste muita atenção às configurações de privacidade do Facebook e de outras redes sociais e sites de compartilhamento. Não “tagueie” as fotos comprometedoras com seu nome e não deixe “escancaradas” fotos e informações que possam fazer você passar por situações constrangedoras, agora ou no futuro.

20. Acreditar no vendedor

Vamos colocar desta forma: se o simpático vendedor realmente entendesse muito de computadores, não estaria andando pela loja de uniforme e perguntando se você precisa de ajuda. Claro que há exceções, mas também há motivos suficientes para colocar um pé atrás.

Antes de comprar ou mesmo de ir à loja, faça uma pesquisa sobre o produto procurando reviews escritos por outros usuários e comentários em fóruns de discussão, e compare os preços e condições de pagamento em várias lojas. Uma simples busca no Google pelo nome do produto mais a palavra “review” ou “análise” pode ser a diferença entre fazer um ótimo negócio ou acabar com um “mico” na mão.

21. Ignorar as especificações técnicas

Atualmente a maior tendência no mundo da tecnologia é oferecer um produto em três categorias: uma versão básica, uma para usuários mais avançados e uma “extreme”, que inclui tudo e mais um pouco, cada uma com preço maior que a anterior.

O problema é que muitas vezes, fora uma caixa mais bonita e alguns penduricalhos extras, a Extreme não faz muito mais que a versão básica, ou tem recursos dos quais você não precisa. Mas você comprou ela assim mesmo, porque não leu a ficha técnica do produto e não conhecia a diferença.

Descobrir o significado de cada item em uma ficha técnica e quais deles realmente importam pode dar um trabalhão (vide nosso Especial sobre Câmeras Digitais), mas é um tempo que será bem gasto.

22. Usar uma única senha para tudo

Basta que sua operadora de telefonia escorregue e deixe vazar informações sobre seus assinantes para que um malfeitor, de posse de sua senha de auto-atendimento, acesse seu e-mail, conta no banco e perfil de rede social. É como uma pista expressa para ladrões de identidade!

Nos dias de hoje, ter uma senha única para cada site é algo impossível, mas ao menos use um conjunto de várias senhas, e guarde as melhores para os serviços mais importantes. Gerenciadores de senha e serviços como o LastPass.com podem ajudar.

23. Não ter um endereço de e-mail “descartável”

Não dê seu endereço principal de e-mail para sites questionáveis ou pessoas que você encontrou na balada. Um endereço “descartável” que você checa de vez em quando é uma solução melhor. É pra isso que o GMail foi inventado.

24. Não trancar seu smartphone

Quando um pilantra encontra um smartphone perdido, a primeira coisa que ele irá fazer é quantas ligações interurbanas e internacionais precisar. Depois, ele vai coletar toda a informação que puder para uso em spam ou roubo de identidade.

Mas você pode evitar tudo isso colocando uma simples senha no aparelho. Ou investir em ferramentas de segurança como o Norton Mobile Security para o Android, que permite bloquear o aparelho à distância e até “formatar” a memória interna com um simples comando via SMS, impedindo que suas informações caiam em mãos erradas.

25. Postar comentários online

Eu sei: você tem o contra-argumento perfeito para um dos pontos deste artigo, e vai digitá-lo no formulário ali em baixo para ser o comentário número 86 na página 4. Touché. Por favor gente, estamos em 2010. Se você tem algo bom a dizer, pelo menos faça o favor de usar o Twitter, onde tem mais chances de ser ouvido. Mas seja educado.

Fonte: http://pcworld.uol.com.br/dicas/2010/11/05/os-25-piores-habitos-no-mundo-da-tecnologia-1/

21 julho 2010

Dicas Diversas BASH

Existem coisinhas irritantes que fazemos frequentemente ao trabalhar no computador. Uma delas, é digitar o nome de diretórios erradamente. Eu costumo, com uma freqüência maior do que gostaria, digitar o nome de meu diretório pessoal, /home/jcalros, como /home/jcarlos.

A boa noticia é que, em um sistema como o GNU/LINUX, livre e aberto, e usado por um grande número de pessoas, estes pequenos aborrecimentos incomodam muita gente além de você. E alguns dentre eles sabem desenvolver soluções engenhosas para estes pequenos transtornos no dia-a-dia.

Para resolver este pequeno probleminha, basta acrescentar, ao seu arquivo .bashrc, a seguinte linha:

#shopt –s cdspell

Desta forma, quando você cometer novamente o seu pequeno errinho, o sistema irá corrigí-lo automaticamente.

#cd /home/jcalros

/home/jcarlos

 

Sem duvidas, este sistema esta se tornando cada vez mais a prova de idiotas.

 

Fonte: Rubens Queiroz Almeirawww.dicas-l.com.br/index.xml

 

 

08 janeiro 2009

Como utilizar o mesmo perfil do Firefox em computadores diferentes

Pra quem tem que usa mais de 2 pc's e gosta de seu firefox personalizado com todos os complementos que lhe são úteis (Firebug, Adblock, User Agent Switcher, Xoopit for Gmail...) , sabe que é o maior saco ter de refazer toooooodo o processo de instalação. Bom mesmo seria levar o nosso perfil com a gente. Então, vamo fazer isso?

O primeiro passo é identificar onde está o nosso perfil do Firefox.

No Windows: C:\Documents and Settings\USUARIO\Dados de Aplicativos\Mozilla Já no GNU/Linux: /home/USUARIO/.mozilla. Agora que você já sabe onde encontra-los, faça um backup e deixe no pendrive, hospede em algum file hosting, grava em um cd e enterra...

Dentro deste diretório haverá duas pastas: extensions e firefox. Existe uma sútil diferença que pode 'melar' nossa dica, um pequeno detalhe que devemos observar: estas pastas no Windows são escritas com a letra inicial em maiúsculo enquanto no Linux estão em minúsculas. Fique atento a isso e caso for fazer o movimento de um pc Windão pra um GNU, modifique a capitalização das letras. Com a pasta no lugar com todo o seu conteúdo, é hora de abrir o Firefox e terminar de dar o toque final nos complementos :)

Raul Libório, conhecido também como Mestre Yoda, Mestre dos Magos e Mestre Kame (perceberam que todos são baixinhos?) Tem uma dica: Se algum dia for criar um usuário compartilhando o diretório /home de algum outro, coloque algum aviso - pode ser naquele campo de comentário do /etc/passwd. Por que to falando isso? Bem, acabei de zerar meu $HOME por causa desse mole! =\

fonte: DicasL - http://www.Dicas-L.com.br/dicas-l/20090102.php

05 maio 2008

Uma forma simples e rapida de bloquear o SKYPE no Windows XP

Alguns orgão esta abolindo de vez qualquer tipo de chat, seja ele, msn, yahoo, google e skype. Técnicamente é muito dificil de fazer em um servidor de firewall bloquei o skype. Por tratar-se de um comunicador dinamico, ele varia as portas de coneskypebloqueio xão, dificultando assim o seu bloqueio. Desenvolvemos um pequeno aplicativo onde, podemos dar um KILL(matar) o processo do skype mesmo que ele esteja instalado no computador. É uma forma simples e rapida, mais bastante eficiente para quem gostaria de bloquear a utilização deste aplicativo.

Primeiro baixe o programinha KillSkype.rar no seguite site www.sixsideweb.com.br/download/killSkype.rar salve onde voce quiser e siga as instruções logo abaixo;

Configurando Kill Skype no Registro

Primeiramente copie o arquivo “killskype.exe” para, C:\windows\system32 e siga os passos abaixo.

- Menu Iniciar / Executar

- Digite “regedit”, e localize as seguintes pastas:

+ HKEY_LOCAL_MACHINE

+ SOFTWARE

+ MICROSOFT

+ WINDOWS

+ CURRENT VERSION

+ RUN

Em seguida crie um “Valor da Seqüência”, clicando com o botão direto do mouse no lado direito da janela, conforme figura abaixo:

clip_image002

Nomeie para “KillSkype”, em seguida de 2 cliques para editar a seqüência, e digite o seguinte caminho: “C:\Windows\System32\killskype.exe”, conforme figura abaixo:

clip_image004

Para finalizar, de OK, Feche o Editor de Registro e Reinicie sua máquina. Pronto, toda vez que for localizado o Skype no micro ele será finalizado.